serendipidade

SERENDIPIDADE: COMO FOMOS PARA A EUROPA POR 282 REAIS

Serendipidade, a origem dessa palavra é um conto árabe sobre os 3 príncipes de Serendip (atual Sri Lanka), que em suas viagens descobriam coisas agradáveis por acaso.

Em 1754 o historiador inglês Horace Walpole criou o termo –serendipity– para significar a descoberta inesperada de coisas valiosas ou aprazíveis.

Mas a serendipidade não acontece apenas pelo acaso, é a combinação de preparo e oportunidade.

Estávamos justamente planejando este blog que incentiva a ideia de abrir nossas vidas para o novo, dando a chance de que coisas belas e inesperadas aconteçam, quando, numa segunda-feira, vimos no site Melhores Destinos uma promoção incrível da KLM para vários destinos da Europa por R$282,00 ida e volta.

Muitas outras pessoas também viram e os sites de compra de passagens travaram. Numa última tentativa, já no fim do dia, conseguimos acessar, mas não dava para mudar as datas, e o voo sairia de Brasília (sendo que moramos em São Paulo) com destino a Amsterdam, dali menos de 2 meses, a viagem seria de 2 semanas, em pleno inverno europeu.

Não estaríamos de férias nessa data e as bancas das nossas pós-graduações seriam nesse mesmo período (Vinicius fez Gestão em Design na Belas Artes e Julia Design Gráfico na FAAP). Parecia uma loucura se jogar nessa aventura, mas ao mesmo tempo, mais loucura ainda seria não tentar. É claro que as coisas precisam sempre ser feitas de maneira sensatas, mas isso inclui aproveitar as oportunidades que aparecem em nossas vidas.

Então COMPRAMOS!!!

Tudo se encaixou, nossa chefe nos liberou (nós trabalhamos juntos) e as bancas acabaram sendo em outras datas. E foi assim, com serendipidade, que partimos para uma viagem linda, muito barata e inesperada.

Então venha passear com a gente por Amsterdam, Bruges e Berlim.

Postaremos vídeos, dicas e informações às sextas-feiras.

Esteja preparado e deixe a serendipidade encontrar você também 😉

SAGA SÃO PAULO – BRASÍLIA – RIO DE JANEIRO – AMSTERDAM

O voo saía de Brasília no dia 25 de janeiro de 2015, fazia uma escala de quase 10 horas no Rio e partia para Amsterdam.

Queríamos ir direto para o Rio, ligamos para o Decolar.com, onde compramos as passagens para confirmar que poderíamos fazer isso, mas fomos informados que se perdêssemos a primeira perna do voo, daria no-show e o trajeto Rio-Amsterdam seria cancelado.

Então lá fomos nós para Brasília um dia antes, para não correr riscos, já que o voo para o Rio era de manhã cedinho.

Procuramos hotéis no Booking.com, encontramos um 5 estrelas em promoção, não muito longe do aeroporto (a maré de sorte continua!!):

Clarion Hotel Jade Brasília
SGCV Sul, Lote 15
Brasília
Preço pelo Booking.com: R$162,00 (uma diária para duas pessoas com café da manhã)

1_clarion

O hotel é lindo, o quarto bem grande, o nosso que era no térreo, tinha até um terraço com espreguiçadeiras e mesas, cama king size super confortável e produtinhos boticário no banheiro. Como não tínhamos tido muito descanso antes da viagem, resolvemos tirar o dia para aproveitar a área de lazer do hotel, tem várias piscinas que permeiam as varandas dos quartos, inclusive uma delas acessa a sauna, tem também uma academia, mas não fomos, já que estávamos na preguiça. Jantamos e tomamos café da manhã por lá, estava tudo uma delícia.

No dia seguinte pegamos o voo para o Rio. Chegamos no aeroporto do Galeão, tínhamos a tarde toda livre, mas não queríamos ir pra muito longe, para evitar demora nos trajetos e economizar com o taxi, então fomos para o Hotel Santa Teresa. Lá fica o Bar dos Descasados:

Bar dos Descasados
Rua Almirante Alexandrino, 660
Santa Teresa, Rio de Janeiro
Horário de funcionamento: todos os dias das 12h30 às 00h

Perca a novela - Serendipidade

O bar é muito aconchegante, dá para se esparramar pelos sofás e poltronas, nós até lemos e cochilamos. A vista para o bairro de Santa Teresa é linda. O nome estranho do bar está relacionado com a história do local, onde fica o hotel Santa Teresa, assim como o seu restaurante e bar, era uma fazenda colonial. A mansão foi reformada e é hoje a parte principal do hotel. A antiga senzala chegou a ser uma pensão, lá ficavam pessoas recém separadas, por isso era conhecida como a pensão dos descasados, quando o bar foi aberto no mesmo lugar, herdou o apelido, por isso se chama Bar dos Descasados.

Nós pedimos uma porção de bruschetta de brie, mel, damasco e castanha, muito boa!! Mas custou R$35,00 e só vieram 5 mini bruschettas

Tomamos uma caipirinha com cachaça Nêga Fulô mesclada com limões Tahiti e Siciliano e raspas de rapadura (R$28,00) e um mojito com toque de espumante Chandon brut (R$ 36,00), deliciosos, mas achamos os preços salgados.

Enquanto estávamos no bar, postamos uma foto no instagram, que acabou rendendo um reencontro, um casal de amigos estava no Rio, viu a foto e foi até lá. Adoramos

Depois disso voltamos para o aeroporto. Começava a última parte desta longa jornada rumo a Amsterdam (saímos no sábado de manhã de São Paulo e só pisamos em solo europeu na segunda)!

Perca a novela - Serendipidade

Leia Mais